Início Águas
Outras Notícias
Atenção! Produtos Farmacêuticos na água

Após o conhecimento de que vários produtos farmacêuticos podem aparecer numa água potável, a Water Quality Association (WQA) lança o alerta da necessidade da utilização de sistemas de filtração domésticos, para garantir a protecção dessa mesma água.

 

De acordo com o Utah State University Extension, até 90% dos medicamentos por via oral podem passar inalterados pelo organismo do ser humano. Esses compostos inalterados chegam muitas vezes, através das águas residuais, a riachos e águas subterrâneas. Sendo que para as empresas distribuidoras de água para o consumo humano utilizar sistemas como a Nanofiltração, Carvão Activado de longo contacto ou mesmo a Osmose Inversa traduzem-se geralmente em custos proibitivos, o que significa que esses compostos irão permanecer na água potável. No entanto, estas tecnologias já provaram ser eficazes na remoção de muitos contaminantes quando aplicadas em sistemas de tratamento de água domésticos.

Além de produtos farmacêuticos, os peritos em qualidade da água estão a analisar outros contaminantes emergentes como os encontrados nos produtos de higiene pessoal e pesticidas. Estes são frequentemente referidos como substâncias químicas perturbadoras do sistema endócrino. Os sistemas de filtração domésticos também têm sido comprovados no tratamento da ameaça da contaminação com chumbo e mercúrio.

 

Os sistemas de filtração domésticos proporcionam a mais alta tecnologia disponível para a melhoria do tratamento da água de consumo humano, funcionando como um obstáculo final à contaminação e purificando a água potável.

 

Fonte: Water Quality Association, a 11 de Março de 2008