Início Águas
Outras Notícias
Em 20 anos, faltará água para 60% do mundo, diz ONU.
Dentro de 20 anos, uma proporção de dois terços da população do mundo deve enfrentar escassez de água, de acordo com a FAO, agência das Nações Unidas para agricultura e alimentação, sediada em Roma. Segundo esta, o consumo de água dobrou em relação ao crescimento populacional no último século. Pouco mais de um bilhão de pessoas em todo o mundo já não têm acesso a água limpa suficiente para suprir suas necessidades básicas diárias, disse Pasquale Steduto, director da unidade de gerência dos recursos hídricos da FAO.

Segundo ele, mais de 2,5 bilhões não têm saneamento básico adequado. Steduto pediu maior esforços nacionais e internacionais para proteger os recursos hídricos do planeta.
A irrigação para cultivos agrícolas, actualmente corresponde a mais de dois terços de toda a água captada de lagos, rios e reservatórios subterrâneos.

Em várias partes do mundo, agricultores que tentam produzir alimentos suficientes e obter renda também enfrentam estiagens sistemáticas e crescente competição por água. O que os agricultores têm que fazer, diz a FAO, é armazenar mais água da chuva e reduzir o desperdício ao irrigar suas plantações.

"A comunidade global tem conhecimentos para lidar com a escassez de água. O que é necessário é agir", afirma a agência das Nações Unidas.

Tendo a consciência global da escassez da água, a ECOVITAE, Lda., aposta num dos projectos mais inovadores desde sempre, a máquina geradora de água Waterex que com a sua sofisticada tecnologia de filtração e purificação, transforma o ar que nos rodeia em água pura e cristalina para beber.


DAVID WILLEY
da BBC Brasil, em Roma